O Legado de Júpiter
Review - Série

O Legado de Júpiter

TATO CAMPOS - 10.05.2021 22:10
    

A série O Legado de Júpiter (Jupiter’s Legacy), é baseada nos quadrinhos de Mark Millar, o mesmo criador de HQs bem famosas, como Kingsman e Kick-Ass, por exemplo, que já ganharam adaptações cinematográficas, muito disso é pela forma que Millar roteiriza seus quadrinhos, dando um ar cinematográfico para eles a ponto de facilitar bastante o trabalho de quem adapta as obras para filmes ou séries.

O Legado de Júpiter segue uma família de heróis, seus muitos conflitos pessoais relacionados a poderes que podem ser usados para o bem ou para o mal. Além de abordar temas mais difíceis de lidar, como uso de drogas, abandono familiar devido às muitas responsabilidades perante a sociedade, traições de amigos, uso e abuso dos poderes adquiridos, entre outros temas.

A série surpreende muito, pois esperávamos algo bem mais voltado para The Boys, ou Watchmen, que mostraria um lado mais obscuro da sociedade e dos heróis, mas o que realmente carrega a série é a trama e o drama dos personagens, que é bem explorado e chega até a ser mais profundo que os quadrinhos. 

Sobre a série em si, é uma produção boa, alguns efeitos aqui e ali são de índole duvidosa (CGI ruim), mas não influencia muito, pois não são todos, a fotografia é muito parecida com o quadrinho, tendo várias cenas idênticas na série, que tem caracterização muito fiel e até mesmo o elenco da série é parecido com os personagens criados por Millar, o que eleva a produção. Mas o grande trunfo dessa série é a trama, o enredo complexo e intrigante que, inicialmente te deixa com o pé atrás e duvidoso, mas se mostra ser a cereja do bolo da série, levando a realidade das séries de heróis para rumos pouco tomados. 

Confesso que estava em dúvidas do que poderia esperar da série, poderia esperar uma série parecida com The Boys, onde os heróis não são tão heróis assim, ou até mesmo algo parecido com a Marvel, onde a utopia dos heróis perfeitos existem, mas o surpreendente enredo da série te leva a ficar vidrado na série para querer saber o que vai acontecer. Outro ponto que gostaria de ressaltar, em um mundo de Disney + e Prime Video que estão voltando a lançar séries semanalmente, a Netflix ousa lançar a temporada completa da série em um dia, para que os maratonistas possam ver em apenas uma madrugada.

Até mesmo o plot twist que abre o enredo para várias possibilidades de continuação surpreende em como é apresentado. Nos fazendo esperar pelas próximas temporadas ansiosamente, como uma boa produção original da Netflix sempre faz né. 

Os debates são incríveis, e posso destacar facilmente a discussão da importância do código, pois Utopian fala para seu filho que, um dia, ele herdará o manto de seu pai, tendo que confiar plenamente no código dos heróis, para que não possa arruinar tudo e criar um mundo que seria governado pelos supers, em uma hierarquia de supremacia e poder absoluto.

É o cenário atual do Cristianismo, onde precisamos ser remanescentes que confiam plenamente na Palavra de Deus, para que não possamos colocar tudo a perder e criar uma utopia onde o Criador é apenas um garçom e não um Senhor que criou o Universo.

Inclusive as discussões pertinentes a funcionalidade e necessidade do código são muito atuais, onde a maioria da população quer que os heróis comecem a matar e usar métodos extremos para se livrarem dos vilões de uma vez por todas, assim como a sociedade atual apresenta soluções que negam ensinamentos bíblicos para aceitar erros a fim de pastores não perderem ovelhas e incharem suas igrejas para que não perca a entrada mensal de dinheiro. Obviamente não é uma generalização completa, mas o todo sempre paga por alguns, fazendo com que discussões como essa, sempre estejam em pauta até o dia de hoje.

Recomendo muito a série, principalmente para que cada um tire suas próprias conclusões, ainda teremos mais conteúdos da série em nossas redes e talvez por aqui no site, fique sempre ligado conosco para acompanhar nosso conteúdo! 

Seja um terráqueo com mentalidade celestial!!!

LEIA MAIS SOBRE:
Licença Creative Commons Este conteúdo está licenciado sob a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-No Derivative Works 4.0 Brasil License.

OUTROS ARTIGOS PARA VOCÊ LER:

VOCÊ PODE GOSTAR DISSO:
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Para o bom funcionamento do site, necessário aceitar os coockies. Veja quais são eles.