BdQNews BdCast Vídeos Palavra Nérdica Reviews Anuncie
×
Supernova: O Encantador de Flechas

Supernova: O Encantador de Flechas

Tato Campos - 02.08.2021 17:08
    

 

Faz um tempinho que não aparecia um review de livro por aqui, mas não é por falta de leitura, pois as leituras estão sempre em dia com os atrasos, hahaha

O livro que quero trazer hoje para vocês é o Supernova: O Encantador de Flechas, livro brasileiro de ficção e fantasia, que mistura Mistério, drama, aventura e romance em uma cidade fictícia chamada Acigam, que tem um ar de steam punk, com trens, carroças, mecanismos que manipulam a energia para fins de auxílio em algum ofício ou até mesmo para serem usados como armas de fogo. 

E por qual razão o termo “manipulação de energia” é usado? Pois a mitologia de Supernova é bem interessante, onde temos uma trindade energética suprema, que originaram seis energias secundárias, Fogo, Água, Terra, Ar, Luz e Trevas, e da união dessas energias, nas ordens corretas, o mundo foi criado e tudo que nele há, então tudo gira em torno do controle energético, que não é visível ao olho natural e demanda um treinamento de uma vida para se ter controle sem se desgastar. 

O livro segue a história de Leran Yandel, um rapaz adolescente que é um exímio arqueiro, neto de um comerciante, dono de uma loja no centro da cidade (onde a maioria das loja é propriedade de alguém mais velho, típico de centro né) e filho de um dos líderes do grupo rebelde, que luta contra a tirania e imperialismo que o governo quer impor. Governo este que usa forças militares e até mesmo soldados muito bem treinados e misteriosos, chamados de silenciadores, que utilizam mecanismos para inibir a magia e espalhar o caos e o medo nos cidadãos da cidade, pois o uso de magia é extremamente proibido e prejudicial, medidas extremas precisam ser tomadas em relação a existência de magos ou usuários de controle energético.

Com reviravoltas e mistérios que são desenrolados durante as páginas do livro, é um livro narrativo que realmente tem a intenção de apresentar o universo todo para que o leitor possa estar ambientado para os plot twists que o autor nos apresenta, traições intencionais e não intencionais, golpes de governo, intervenções militares, um clima de Star Wars, Senhor dos Anéis e Harry Potter permeia os arredores de Supernova, como uma história de RPG que ganhou vida e é contada pelo próprio mestre da jornada. 

Eu não sei vocês, caros terráqueos, mas como um leitor assíduo, eu aprecio demais narrativas ficcionais que apresentam uma experiência imersiva a ponto de nos levarmos aos cenários e situações que estão acontecendo, imaginando como os personagens seriam através das características descritas no livro, e é isso que acontece com Supernova, somos transportados através de suas páginas à cidade de Acigam, onde acompanhamos a trajetória de Leran, se tornando um rebelde importante para a história da resistência, uma peça chave para as reviravoltas e ainda vemos quão facilmente todos são usados pelo governo e pelos comunicadores da massa que nos apresentam uma utopia possível, que nada mais é que um objetivo egoísta e egocêntrico de poucos que desejam ser superiores e governas sobre tudo e todos. 

O livro até parece grande, porém com páginas amareladas, letra confortável, capítulos que se unem de uma forma bem interessante, é uma leitura leve, que conta com a imersão para ser rápida e contínua, um daqueles livros que prendem a atenção e você só consegue parar quando o livro termina mesmo. 

Recomendo muito a leitura, inclusive se você tiver uma base de teologia básica, a experiência será muito melhor pois a mitologia de Supernova é muito interessante nesse ponto da criação do mundo e do controle energético.



LEIA MAIS SOBRE:

O Tato passou aqui e pediu para você assistir nosso último vídeo.

RECOMENDADO PARA VOCÊ!
PUBLICIDADE