Army of the Dead - Invasão a Las Vegas
Review - Filme

Army of the Dead - Invasão a Las Vegas

TATO CAMPOS - 04.06.2021 17:58
    

 

Army of the Dead é o novo filme da Netflix sob o comando de Zack Snyder, com zumbis, com Dave Bautista, com tiros, Heists, missões suicidas, muitos zumbis e muitos, muitos zumbis, enfático no muitos, pois o próprio nome já diz que é um exército dos mortos. 

Do mesmo diretor de Madrugada dos Mortos, o novo filme vem com uma proposta completamente diferente dos filmes de zumbi que conhecemos, nos quais o mundo todo fica comprometido à infecção e o apocalipse acontece, neste filme, apenas Las Vegas fica contaminada, tendo milhões de pessoas na cidade, mas os humanos (vivos) conseguiram isolar a cidade e todos os mortos-vivos lá dentro. 

E aqui é que começam as bizarrices do filme, que é bom, não leve essa palavra a mal, mas tem coisas que são esperadas de um filme com zumbis e que Snyder foi inovador, ou ousado na astúcia de brincar com o gênero, talvez tenhamos o nascimento de uma nova ordem de filmes. 

Particularmente eu estava esperando um filme de sobrevivência de um grupo de experts que precisam ir de um lugar para outro para salvar alguém. Porém é um filme de um grupo excepcional de pessoas que entram em uma cidade cheia de zumbis e seres muito inteligentes para serem mortos-vivos para roubar muito dinheiro de um cassino.

É um filme estranhamente divertido, com inúmeros easter-eggs que até mesmo Zack Snyder “duvida” pois ele mesmo já falou que tem certas coisas como “o governo deve ter colocado alguns robôs nos zumbis para investigá-los melhor”. 

Enfim, muitas pontas soltas, sem explicações, muitos arcos que precisavam ser explicados e muitas pontas para futuras produções. É um filme de aventura bom, mas não chama atenção como as outras produções do diretor, que pode ser que se prove como diretor de outros estilos de filmes.

Recomendo que assista e tire suas próprias conclusões, mas se um dia você já se perguntou se um cavalo ou um tigre poderiam participar de um exército de zumbis, pode assistir o filme, que terá sua resposta hehe

Interessante é ver até que ponto o ser humano vai para ter seus objetivos de vida né, até mesmo um filme desses, que não pode ser levado a sério, nos faz refletir o quanto colocamos de prioridades em nossas vidas que não são nossa família ou ministério né. Vemos certos exemplos de pessoas que até mesmo perderam suas vidas para conseguir o que queriam, no caso, igual o protagonista que perde tudo para que tenha uma chance com sua filha. 

Vemos o grande exemplo de Saul, o primeiro rei de Israel, que perdeu o Espírito de Deus, pois não conseguiu esperar Samuel e fez um papel que não era o dele, a fim de cumprir o que gostaria de ter e ser. 

Que possamos não ser tão ambiciosos a ponto de sacrificarmos tudo para cumprirmos objetivos pessoais egoístas.

LEIA MAIS SOBRE:
Licença Creative Commons Este conteúdo está licenciado sob a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-No Derivative Works 4.0 Brasil License.

OUTROS ARTIGOS PARA VOCÊ LER:

VOCÊ PODE GOSTAR DISSO:
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Para o bom funcionamento do site, necessário aceitar os coockies. Veja quais são eles.