BdQNews BdCast Vídeos Palavra Nérdica Reviews Anuncie
×
Michael Scott e o egocentrísmo humano

Michael Scott e o egocentrísmo humano

Por: Tato Campos - 11.05.2020 18:38
    

 

 

Michael Scott é o gerente regional da filial da empresa  Dunder Mifflin Inc. Anteriormente era um vendedor, mas foi promovido, pois tem uma habilidade muito boa em vendas, porém, essa aparenta ser a sua única habilidade, afinal, não consegue ser um gerente bom, muito menos uma pessoa agradável, sempre apresentando piadas inadequadas, comentários ofensivos e sendo extremamente egocêntrico, a ponto de conseguir fazer com que tudo se volte a ele. 

Muitas vezes nós agimos assim também, já percebeu que nós temos a tendência de fazer com que tudo no nosso universo gire em torno de nós mesmos? É algo natural do ser humano, nós temos essa raiz, a raiz da desobediência, que nos faz querer ser nosso centro, querer ser o nosso próprio deus. 

Traçando oportunidades infinitas de nos elogiarmos em público, planejando contar histórias que somos os protagonistas, procurando inúmeras chances de sermos o centro das atenções, para que consigamos mais “seguidores”, mais “amigos”, mais “admiradores”, mais “fãs”. Mas será que isso realmente trará amigos de verdade? Ou pessoas que realmente gostam de nós, como nós somos e não como nós projetamos que somos.

Assim como Michael Scott, poderemos acabar como gerentes, pseudo-influencers, líderes, ou algum cargo de liderança, mas, completamente desesperados por atenção, afinal, o egocentrismo leva à inveja, que, por sua vez, leva à raiva, e a dor, resultando no sofrimento de sucumbir ao lado negro da força (referências). 

Nas Escrituras Sagradas vemos que “O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece, não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal.” Em 1 Coríntios 13:4-5, então se não somos aperfeiçoados no amor, não sabemos como “Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes.” Marcos 12:31, logo, nunca entenderemos como agir, pois um dos grandes ensinamentos desse mandamento é “Portanto, cada um de nós agrade ao seu próximo no que é bom para edificação.” Romanos 15:2. 

O amor nos leva a nos colocar no lugar dos outros, o amor fraternal que não busca nada, que não tem interesse, que não pede nada em troca, o amor de Jesus. Jesus, o Cristo, nos ensina justamente o contrário de Michael Scott, nos ensina a amar incondicionalmente, sem precisar de platéia para receber aplausos. 

Sejamos humildes como Eu sou humilde. E que nosso caráter seja cada dia mais parecido com o de Cristo. 



LEIA MAIS SOBRE:

Ei! Você mesmo... Que tal conferir nosso novo vídeo em nosso Canal?

RECOMENDADO PARA VOCÊ!
PUBLICIDADE