BdQNews BdCast Vídeos Palavra Nérdica Reviews Anuncie
×
Black Clover - A vida paradoxal da magia e anti-magia

Black Clover - A vida paradoxal da magia e anti-magia

Por: Tato Campos - 07.12.2020 01:18
    

O mundo quase foi destruído por um demônio muito poderoso, aquele que foi chamado de Rei Mago apareceu e matou o mostro demoníaco que ameaçava a humanidade usando magia como uma arma da luz.

Desde então, muitos humanos começaram a estudar e treinar suas magias. Nascendo assim os usuários de magia, que tem mana em seus corpos, que os da acesso ao uso de magias de inúmeras naturezas, todas elas guiadas por um grimório, ou um livro de magia que desperta os feitiços usados pelos magos conforme a evolução de treino e aumento de força mágica.

Os grimórios são divididos em alguns “perfis”, muitos possuem o trevo de três folhas na capa, para indicar que é um livro mágico, alguns pouquíssimos tem um trevo de quatro folhas, pois são seres escolhidos devido à sua conexão grande com a magia, então as magias deles são melhores e mais poderosas. E então, somos apresentados para o trevo de cinco folhas, ou o trevo da anti-magia, que é uma força muito poderosa que consegue eliminar, refletir e atravessar todos os tipos de magia.

Muitos usuários de magia se corromperam e começaram a usar e abusar da magia para seu benefício próprio, causando o mal e implantando o caos nos humanos normais, virando verdadeiros vilões. Então Asta, o protagonista do anime, recebe o Grimório de cinco folhas e conta com o poder da anti-magia para lutar contra as forças do mal. O que é algo bem paradoxal, se pararmos para pensar, pois como uma força mal vista pode ser usada para o bem de todos, inclusive, Asta diz que, através da anti-magia, ele será o novo Rei Mago para ajudar todas as pessoas.

Mas se formos pensar bem, a vida de alguém que é cristão também é uma vida paradoxal, pois nos baseamos em forças que não são nossas, assim como Asta, que não tem mana e não tem acesso a magia, nós negamos nosso mana, pois isso alimentaria nossa natureza mágica, que é substituída pela fonte do nosso grimório, nosso livro que nos guia e nos acompanha sempre (ou pelo menos deveria nos acompanhar né, pois tem muita gente que não leva a bíblia e não a abre há tempos).

Nosso poder da anti-magia é nos dado pelo nosso grimório. Agora começamos a parte interessante, pois, assim como Asta, nós usamos um poder que é mal visto, os cristãos se esvaziam para que sejam cheios de Cristo, porém, seus ensinamentos são vistos como ruins, são mal interpretados, mal-entendidos, não compreendidos e distorcidos por muitos “magos” que se utilizam do próprio poder mágico para lucros e benefícios próprios.

Se nossa vida não é nossa, nós temos que viver para outros, colocando as necessidades das pessoas que podemos ajudar a frente das nossas, usando assim, o poder do Espírito Santo como nossa fonte total de poder mágico, para que possamos ser Cavaleiros Mágicos de verdade.

Precisamos entender também que nossa luta não é contra os “magos” em si, mas sim contra a sua magia e seu poder mágico que é completamente humano, falho e corruptível, a única fonte perfeita de poder vem do grimório da anti-magia mundana, ou Escrituras Sagradas. Então, seja um Cavaleiro corretamente e estude seu grimório, conheça seu criador, tenha intimidade com sua fonte de poder para que possa fazer e ser a diferença no mundo.

Carregando a Luz em um mundo tomado pelas trevas.



LEIA MAIS SOBRE:

Já ficou sabendo? Saiu vídeo novo em nosso Canal, confere ai!

RECOMENDADO PARA VOCÊ!
PUBLICIDADE