BdQNews BdCast Vídeos Palavra Nérdica Reviews Anuncie
×
Existe um limite para a Submissão?

Existe um limite para a Submissão?

Por: Tato Campos - 24.08.2020 12:22
    

The Office é uma série de comédia que segue a rotina da empresa Dunder Mifflin, onde os funcionários mais improváveis trabalham. Mas, se pararmos para pensar, todos os lugares são assim, pois o normal, é algo subjetivo e cada um pensa que é normal em meio a sua esquisitice, não é mesmo?

Pois bem, além da recomendação da série, que tem apenas 9 temporadas, a empresa de vendas de papel é repleta de pequenas lições que vêm com coberturas de boas risadas e pausas para pensamentos. E logo na nona temporada, temos um pequeno diálogo que chama bastante a atenção, pois Jim (John Krasinski) faz uma proposta para Darryl (Craig Robinson), pois está entrando em uma empreitada profissional com um de seus amigos de longa data, porém a empresa começará na Filadélfia, então ele precisa de um parceiro, pois tem uma família, com esposa e dois filhos para criar, não pode ir para lá e abandonar a família.

Darryl responde com uma pergunta bem inusitada, ele pergunta se Pam (Jenna Fischer) está junto com ele nisso, o que faz o personagem ficar pensativo e diz que ela saberá, então Darryl responde que “Enquanto ela não estiver dentro, você não está dentro!”. É bem interessante pensar nisso, pois sempre ouvimos que o homem é o cabeça da casa, que a mulher precisa ser submissa ao homem e que quem tem a voz ativa nas coisas é o cara, o macho alfa.

Porém, precisamos rever nossos conceitos sobre submissão, ela existe sim, ela funciona sim, ela é obrigatória, mas vamos lá, muitos usam o texto das Escrituras Sagradas do Cristianismo que achamos no livro de Efésios e diz “Mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, como ao Senhor, pois o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, que é o seu corpo, do qual ele é o Salvador. Assim como a igreja está sujeita a Cristo, também as mulheres estejam em tudo sujeitas a seus maridos”. No capítulo 5, versos 22 – 24. Realmente existe uma grande veracidade nesse texto e é um dos papeis fundamentais da mulher, pois ela é forte, resistente, batalhadora, tem garra, tem fôlego e aguenta tudo.

Muitos, porém, se esquecem de ler o versículo que vem logo depois desse, talvez por uma fuga das responsabilidades de ser homem, nos versículos seguintes vemos que “Maridos, ame cada um a sua mulher, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se por ela para santificá-la, tendo-a purificado pelo lavar da água mediante a palavra, e para apresentá-la a si mesmo como igreja gloriosa, sem mancha nem ruga ou coisa semelhante, mas santa e inculpável. Da mesma forma, os maridos devem amar cada um a sua mulher como a seu próprio corpo. Quem ama sua mulher, ama a si mesmo. Além do mais, ninguém jamais odiou o seu próprio corpo antes o alimenta e dele cuida, como também Cristo faz com a igreja, pois somos membros do seu corpo” (Efésios 5: 25 – 30).

É de responsabilidade do homem ser como Cristo e amar a esposa a ponto de morrer por ela, assim como Cristo nos amou, para que ela seja santa e pura na visão de Deus, o Criador e Justo Juiz. Além disso, temos que nos submeter uns aos outros, para que não pensemos que somos maiores ou melhores, pois todos somos iguais perante Deus, o nosso Pai, que nos adotou, um filho não é mais amado, ou mais querido que o outro, eles simplesmente respondem de maneira diferente, pois Deus é o único ser no universo que ama de verdade, é justo de verdade e não é humano para que seu julgamento seja falho e seu amor seja carente de atos enormes de provas.

Mas, voltando um pouco para Jim e Pam, vemos um casal que se forma pelo amor entre duas pessoas e colhem frutos, começam uma família, tem dois filhos, trabalham, estão até fazendo o certo de “deixar a casa de seu pai e sua mãe, se unindo com o outro e se tornando uma só carne.” Aí que temos a chave da submissão.

Vou explicar, somos submissos a Cristo, pois, quando entregamos nossa vida a Ele, dizemos que não vivemos mais nós, mas Cristo vive em nós, moldando uma fusão interna, pois na nossa vontade, a vontade da carne é falha e pecaminosa, porém a vontade de Cristo é a vontade do espírito, santa e perfeita. Precisamos entender que para sermos submissos, a nossa vontade precisa se tornar a vontade de nosso Senhor. Mas nosso Senhor é tão bondoso e amável, que molda o nosso caráter para que a vontade dEle seja a nossa, entende?

No relacionamento é exatamente a mesma coisa, a vontade da mulher, precisa ser submissa a vontade do homem, que por sua vez, precisa ser a vontade da mulher, pois um precisa do outro, um É o outro, se somos uma só carne, não existe mais o conceito de dois separados, mas sim dois em conjunto, não existe mais o leite e o café, existe o leite COM café, pois o gosto do leite se misturou com o café, a textura do leite se misturou com a do café, a cor do leite se misturou com o café, criando algo que é diferente dos dois elementos iniciais, mas ainda carrega tudo que os dois elementos tem.

Homens e mulheres se tornando um elemento só, um casamento, um ser espiritual, guiado por Deus, que não existe mais separação, pois Deus reina na união, vivendo o propósito eterno de Deus de ter uma família de muitos filhos semelhantes a Jesus, crescendo espiritualmente, profissionalmente, mentalmente, pessoalmente, multiplicando-se em número com filhos, ensinando os caminhos aos filhos, passando o encargo e o legado para gerações.

Seja UM, com Cristo. Leve esse entendimento para sua vida e procure ser um com a pessoa que vai te acompanhar para o resto da vida, um com Cristo e um com seu cônjuge. Cumpra o projeto de Deus!

Sejamos UM!!!



LEIA MAIS SOBRE:

O Mike acabou de postar um novo vídeo no Canal. Confira ai!

RECOMENDADO PARA VOCÊ!
PUBLICIDADE