Cristãos e judeus se unem para adorar a Deus em igreja, após tiroteio em Pittsbutgh
Internet

Cristãos e judeus se unem para adorar a Deus em igreja, após tiroteio em Pittsbutgh

TATO CAMPOS - 24.01.2019 12:20
    

Sobreviventes do ataque da sinagoga do ano passado em Pittsburgh, Pensilvânia, viajaram para Charleston, Carolina do Sul, para se reunir e adorar a Deus com os membros de uma igreja afro-americana que sofreu um ataque de tiros semelhante em 2015.


Oito homens e três mulheres morreram no incidente que atingiu a Sinagoga da Árvore da Vida – o ataque mais violento contra os judeus nos EUA.


Os membros, juntamente com seu rabino, reuniram-se com crentes da Igreja Episcopal Metodista Africana Emanuel na sexta-feira, dia 18/01, onde nove fiéis afro-americanos foram mortos em um ataque feito por um atirador da supremacia branca.


Não foi a primeira vez que o rabino e o líder da igreja se encontraram. O pastor Eric S.C. Manning voou para Pittsburgh logo após o tiroteio para oferecer conforto aos membros da sinagoga e à comunidade judaica.


A visita do grupo de Pittsburgh coincidiu com o fim de semana do Dr. Martin Luther King Jr, um feriado americano em homenagem ao líder ativista negro que faleceu em janeiro de 1969.

LEIA MAIS SOBRE:
Licença Creative Commons Este conteúdo está licenciado sob a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-No Derivative Works 4.0 Brasil License.

MAIS NOTICIAS:

VOCÊ PODE GOSTAR DISSO:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Para o bom funcionamento do site, necessário aceitar os coockies. Veja quais são eles.